Simbolo do Jornal Satelite         Logo do Jornal Sateliteselo

 Data::Hora Javascript

Grande Taguatinga

Edições Impressas

CLIQUE AQUI

para ler as edições passadas 

Desde 21 de Abril de 1966, o JORNAL SATÉLITE teve edições mensais impressas.

A partir de Janeiro de 2019, deixamos de imprimir o jornal em papel, dando mais atenção à sua edição digital, agora diária.

Você pode ter acesso às edições impressas clicando na foto acima.

O leitor escreve

* Buracos estão sendo tapados

* Comunidade se movimenta

* Academia Taguatinguense de Letras

PROJETO DO GDF QUER TIRAR ATÉ O TAGUAPARQUE DE TAGUATINGA

capa - Cópia

DEPOIS de perder território para o surgimento de outras cidades em sua área, Taguatinga corre, agora, o risco de perder, por incrível que pareça, mais pedaços no espaço que sobrou – e sobrou menos de um quarto de seu território inicial.

É que, como se sabe, Taguatinga cedeu espaço para o surgimento de Ceilândia, Samambaia, Águas Claras e, mais recentemente, Vicente Pires. O problema é que, no ato de criação das novas regiões administrativas, faltou definir os limites entre Taguatinga e as novas cidades.
Essa questão vem desafiando sucessivos governos, sem solução porque implica em desagradar todos os lados envolvidos, especialmente Taguatinga.  

DESGASTES
No governo Arruda, houve uma tentativa de resolver o problema, com o envio de projeto de lei à Câmara Legislativa, com uma definição de limites polêmica, como é o assunto envolvido. Mas, não se sabe a razão, a ideia não foi à frente. Há comentários de que os deputados distritais não quiseram encarar o problema porque ele sempre envolveria desgates – e votos. Se puxassem os limites para uma cidade, desagradaria outra...

Há dias, a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano do GDF, comandada pelo deputado Geraldo Magela, que tem Vicente Pires como seu espaço político na divisão do poder do DF, esboçou mais um projeto a respeito do tema, em que Taguatinga perde mais e mais território, inclusive aquela que é considerada a maior e mais difícil conquistas da cidadania taguatinguense: o Taguaparque.

Como é lógico, por prejudicar muito a Taguatinga, o projeto do GDF já começa a incomodar os taguatinguenses e a manchar a boa imagem de Agnelo e de Magela, por consequência do governo do PT. O impasse só vai ser resolvido na hora em que as autoridades do GDF assumirem outra postura: evitar tanta arrogância e falta de sensibilidade e reunir as entidades representativas das comunicades envolvidas, informar as intenções do GDF e pedir a elas uma solução.

Banner