Simbolo do Jornal Satelite         Logo do Jornal Sateliteselo

 Data::Hora Javascript

Grande Taguatinga

Desde 21 de Abril de 1966, o JORNAL SATÉLITE teve edições mensais impressas.

A partir de Janeiro de 2019, deixamos de imprimir o jornal em papel, dando mais atenção a sua edição digital, agora diária.

Você pode ter acesso às edições impressas clicando na foto acima.

O leitor escreve

* Buracos estão sendo tapados

* Comunidade se movimenta

* Academia Taguatinguense de Letras

Suspeitos de roubos a motoristas da Uber são presos em Taguatinga

23-01-2018 flagrantequadrilhauberTaguatinga

23/1/2018

Cinco suspeitos de envolvimento no roubo de dois carros de motoristas da Uber foram detidos na QNL 2, em Taguatinga Norte. Policiais militares do GTOP do 2º Batalhão foram informados por populares sobre um veículo Corolla, em atitude suspeita, com quatro integrantes, próximo ao Hospital Santa Marta. Uma equipe de policiais foi acionada para fazer o monitoramento do veículo até a chegada dos suspeitos. Os quatro ocupantes entraram no Corolla e saíram em direção a Taguatinga Norte. Quando chegaram no viaduto que liga Taguatinga a Samambaia, eles foram abordados pelo GTOP. Os ocupantes informaram que haviam roubado o carro de um motorista da Uber, em Ceilândia. Dentro do automóvel os policiais encontram a chave de outro Corolla, que também havia sido roubado de outro motorista da Uber. Eles contaram aos policiais que solicitavam o veículo pelo aplicativo da Uber e no meio da viagem anunciavam o assalto. O segundo Corolla, que havia sido roubado em Samambaia, foi localizado em um estacionamento público da QSE, próximo à Coca-Cola. Os dois motoristas da Uber foram localizados, um deles fez o reconhecimento dos quatro integrantes na delegacia. Os dois adolescentes, de 15 e 16 anos, foram encaminhados à DCA II, onde foram autuados pelo ato infracional análogo ao crime de roubo. Os dois adultos, de 18 anos, foram encaminhados à 12ª DP, onde foram autuados por roubo e o quinto homem foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Todos já tinham antecedentes criminais.

Texto: Francisco Welson Ximenes

Foto: Divulgação/PMDF