* Lojistas da Avenida Comercial, em Taguatinga, reclamam de queda no movimento

10 11 2019 flagrantelojasfechadasTaguatinga10/11/2019

Comerciantes da Avenida Comercial, em Taguatinga, que já foi uma das mais movimentadas do Distrito Federal, estão sofrendo com a falta de clientes. Um gerente de uma loja de calçadas afirma que as vendas caíram 50% nos últimos dois anos. Ele explica que a clientela começou a sumir justamente depois que o fluxo de carros na Comercial passou a ser em mão-única. Há muitas lojas disponíveis para aluguel e venda. Segundo a Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (Acit), existem cerca de 600 lojas na Avenida Comercial e a estimativa é que mais de 100 estejam com as portas fechadas. De acordo com o presidente da Acit, Justo Magalhães, a situação começou a piorar na crise que atingiu o país, em 2014. Ele calcula que cerca de 700 empregos foram perdidos. A Administração Regional de Taguatinga informou que tem feito melhorias na área, inclusive na recuperação do asfalto e da iluminação. A RA-III informou também que já existem projetos em andamento para melhorar o fluxo de pessoas na região. A Secretaria de Obras informou que um projeto de revitalização, que incluem reformas na calçada e ampliação dos estacionamentos, está em fase final de análise e a previsão é que a licitação seja feita no primeiro semestre de 2020.

Texto: Francisco Welson Ximenes

Foto: Internet