Simbolo do Jornal Satelite         Logo do Jornal Sateliteselo

 Data::Hora Javascript

Grande Taguatinga

flagrante3
  • Pela campanha Outubro Rosa, consultas ginecológicas são retomadas na Policlínica de Taguatinga

  • Com foco nas chuvas, Detran fará ações educativas para motoristas e ciclistas, em Taguatinga

  • * Núcleo de atendimento ao cidadão da Secretaria DF Legal, em Taguatinga, volta a funcionar

  • * Caesb faz interligação de tubulações em Taguatinga e beneficia 160 mil pessoas

  • * Secretaria de Saúde retoma cirurgias oftalmológicas no Hospital Regional de Taguatinga

Instagram

instagram

Edições Impressas

CLIQUE AQUI

para ler as edições passadas 

Desde 21 de Abril de 1966, o JORNAL SATÉLITE teve edições mensais impressas.

A partir de Janeiro de 2019, deixamos de imprimir o jornal em papel, dando mais atenção à sua edição digital, agora diária.

Você pode ter acesso às edições impressas clicando na foto acima.

O leitor escreve

* Buracos estão sendo tapados

* Comunidade se movimenta

* Academia Taguatinguense de Letras

18 09 2020 flagrantemulhercachorrohrtTaguatinga18/9/2020

Internada há cerca de um mês no Hospital Regional de Taguatinga, a paciente Neuza Botosso, 72 anos, teve uma surpresa: recebeu a visita de seu cachorrinho. O reencontro ocorreu por indicação da equipe médica, após Neuza apresentar quadro depressivo. Foi, então, que as terapeutas ocupacionais buscaram uma forma de reunir a paciente e Toy. “É indescritível a sensação de rever o bichinho que a gente gosta”, disse Neuza, ao reencontrar seu fiel companheiro Toy, um shih tzu com quem compartilha a vida há seis anos. Segundo a terapeuta ocupacional Mchilanny Bussinger de Menezes, em um primeiro momento a paciente adorou a ideia de rever o pet, mas recuou por achar que a separação após a visita faria os dois sofrerem. Convencida pela equipe, ela teve a ajuda do filho para poder abraçar Toy novamente. As internações de Neuza começaram há três meses. A primeira internação foi por suspeita de Covid-19, o que não se confirmou. A paciente apresentou problemas respiratórios e insuficiência renal, mas se encontra internada agora para tratar uma infecção por pé diabético. De acordo com as terapeutas, Neuza não sorria há muito tempo. “Idosa, diabética e com pé infectado, a recuperação é realmente muito lenta e o período de pandemia não permite visitas, apenas a troca de acompanhante. Então, são muitas questões que tornam a situação dela fragilizada”, pondera a terapeuta Fernanda Victório. Na hora da despedida, Toy se escondeu embaixo da cadeira de Neuza e precisou ser retirado para ir para casa.
Texto: Francisco Welson Ximenes
Foto: Agência Brasília

 

 

 

 

 

Espaço para publicidade

da sua empresa

ou do seu negócio

 

 

Ligue (61) 99975-2121

 

 

 

 

 

Compre em Taguatinga

Banner