Simbolo do Jornal Satelite         Logo do Jornal Sateliteselo

 Data::Hora Javascript

Grande Taguatinga

flagrante3
  • Paciente reencontra cachorrinho de estimação no Hospital Regional de Taguatinga

  • * Pombos se alimentam de queijo ralado em atacadista no Pistão Sul, em Taguatinga

  • * Suspeito de furtar vários veículos em Taguatinga é preso pela Polícia Militar

  • * Secretaria DF Legal remove obra irregular na QSE, em Taguatinga Sul

  • * Paradas de ônibus de Taguatinga são revitalizadas e decoradas com mensagens sociais

Instagram

instagram

Edições Impressas

CLIQUE AQUI

para ler as edições passadas 

Desde 21 de Abril de 1966, o JORNAL SATÉLITE teve edições mensais impressas.

A partir de Janeiro de 2019, deixamos de imprimir o jornal em papel, dando mais atenção à sua edição digital, agora diária.

Você pode ter acesso às edições impressas clicando na foto acima.

O leitor escreve

* Buracos estão sendo tapados

* Comunidade se movimenta

* Academia Taguatinguense de Letras

12 08 2020 flagrantemercadosulTaguatinga12/8/2020

Símbolo da resistência artística em Taguatinga, o Mercado Sul é embalado por diversas atividades culturais. O espaço conta com teatros, painéis de grafites, artesanatos, rodas de capoeira, oficinas, ateliês e uma série de eventos distribuídos durante o ano. No entanto, o local tenta se adaptar aos novos tempos de pandemia do coronavírus. A covid-19 afetou o cotidiano dos moradores e trabalhadores do local, às margens da Avenida Samdu Sul. Muitas ações previstas para 2020 foram interrompidas, como a Ecofeira Mercado Sul e o tradicional Arraiá do Beco, evento fora de época que reúne mais de cinco mil participantes. “As dificuldades são inúmeras. Teatros e espaços culturais parados, sem recursos financeiros para a manutenção de contas e afetando diretamente na produção de espetáculos, festivais e cursos. O Mercado Sul é um exemplo desse arranjo, tem empreendimentos como a Tempo Eco Arte, que trabalha com artefatos de papelão e saco de cimento, o Invenção Brasileira, espaço de teatro, a própria ocupação e outros espaços afetados neste momento”, conta Dani Rueda, integrante da ocupação cultural Mercado Sul Vive. Como forma de se reinventar, o grupo está trabalhando com eventos on-line e realiza campanhas de doação de alimentos e brinquedos para apoiar cerca de 43 famílias que vivem no local. “Também estamos com uma lista de produtos vendidos na web. No entanto, sabemos que são insuficientes, e monetizar as ações é um desafio junto ao latifúndio das redes sociais, bem como vender serviços e produtos que estão em produção por lá”, diz Dani. Quem desejar ajudar, basta procurar por "Mercado Sul Vive" no Facebook.
Texto: Francisco Welson Ximenes
Foto: Internet

 

 

 

 

Espaço para publicidade

da sua empresa

ou do seu negócio

 

 

Ligue (61) 99975-2121

 

 

 

 

 

Compre em Taguatinga

Banner